CIRCO

image1

Circo de Teatro Tubinho

Trajetória
Sediado em Bauru, o grupo é responsável pela atualização do repertório de circo-teatro tradicional e atua de forma expressiva na formação de plateia para a linguagem circense no interior do Estado de São Paulo. A trajetória artística da família Tubinho em circos de variedades começou em meados de 1918, quando os fundadores Juvenor e Lola se casaram. Eles trabalharam em várias companhias circenses até fundarem seu próprio circo em 1923, acompanhados pelos filhos Altamar, Brasilina e Juvenor. Atualmente o Tubinho é composto por 35 integrantes.

image1

Encontro de Mulheres Palhaças

Iniciativa
O evento surgiu da necessidade de discutir o palhaço sob um viés feminino, reunindo em São Paulo as profissionais circenses que fazem da palhaçaria a sua arte. Além dos debates e reflexões, gerou também uma oportunidade de contato com o público, por meio de espetáculos para crianças e adultos, cabarés, rodas de conversas, oficinas e filmes, numa forma de ampliar o acesso à cultura a partir de uma discussão de gênero. Em 2016, o II Encontro foi realizado pelo Teatro da Mafalda, dirigido por Andrea Macera, em parceria com o SESC-SP.

image1

Erminia Silva

Trajetória
Erminia faz parte da quarta geração circense de sua família no Brasil. Após formar-se em História na Universidade Estadual de Campinas (1994), consolidou sua trajetória de estudos e pesquisas sobre as histórias do circo no Brasil. Defendeu a dissertação de mestrado sob o título O Circo: sua arte e seus saberes, em 1996, que se transformou no livro Respeitável público... o circo em cena. Sua contribuição acadêmica faz a interface entre a tradição circense, a transmissão de saberes e a memória do circo.

image1

Rodrigo Matheus

Pesquisa
Rodrigo Matheus acumula vários anos de pesquisa continuada sobre o circo contemporâneo e sua interação com outras linguagens cênicas. Além disso, tem sua trajetória marcada pela atuação na formação de profissionais circenses. É formado em artes circenses pelo Circo Escola Picadeiro (São Paulo) e pelo Fool Time Circus Arts (Inglaterra). Desde 1985, quando montou o espetáculo Circo Mínimo, vem pesquisando as relações entre circo e teatro, dentro de uma linguagem que na Europa é denominada new circus.

image1

Rosa dos Ventos

Trajetória
Sediado em Presidente Prudente, o grupo surgiu da reunião de alunos da UNESP, com a proposta de trabalhar com arte popular na rua, de forma horizontal, valorizando a proximidade com o público. Desde sua criação em 1999, o Rosa dos Ventos acumula uma trajetória consistente de criação e manutenção de repertório. Também se destaca pelo desenvolvimento de atividades artístico-pedagógicas continuadas, a exemplo das oficinas de técnicas circenses e projetos de difusão e democratização da cultura.

Votações encerradas!